CG2M Estruturas evoluídas

A CG2M Serralharia marca a diferença pelas estruturas de construção metálica que desenvolve. A empresa de Paços de Ferreira tem na segurança umas das suas imagens de marca e, dotada de profissionais de excelência, aposta na Investigação & Desenvolvimento como catalisador da evolução.

Já diz o ditado que ano novo, vida nova. No caso de João Gomes foi mesmo isso que aconteceu. A 1 de janeiro de 2013, fundou a CG2M Serralhar, empresa sediada em Carvalhosa, Paços de Ferreira, que fabrica, monta e instala estruturas de construção metálica, portas, janelas e elementos similares em metal, fazendo ainda medição de estruturas.

Nascido em Marselha, França, onde cresceu e viveu até aos 27 anos, João Gomes é filho de imigrantes e decidiu vir para Portugal em 1997, para estar junto da mãe que estava doente. Formado em engenharia informática e especialista em fibra ótica, com experiência profissional na aeronáutica, sentiu alguma dificuldade em encontrar emprego. “Não havia empresas onde pudesse trabalhar na minha área”, informa. A necessidade levou-o a agarrar a primeira oportunidade. “Fui para ajudante de serralharia. Fazia o que ninguém queria”, conta. Passado um ano já tinha funções de chefia.

Mas o revés na vida aconteceu. A mãe faleceu e João Gomes voltou para França. Foi quando regressou a Portugal, três anos depois, que surgiu a ideia de abrir a serralharia CG2M. “Precisava de desenvolver o que tinha aprendido”, revela. Foi um ponto de viragem e a caminhada não foi fácil.

ORGANIZAÇÃO E RIGOR

De facto, começar um negócio sozinho requer muito empenho e dedicação. Nem toda a gente tem estofo para erguer uma empresa, passar por cima das dificuldades iniciais e colocá-la nos patamares cimeiros. João Gomes acredita que conseguiu chegar onde está pela forma de estar no negócio. “Sou muito organizado, rigoroso, exigente e meticuloso. Nada é feito ao acaso”, destaca.

A forma como se relaciona com os colaboradores tem sido igualmente importante no percurso da CG2M. “Sou de trato fácil. Sempre fui escolhido para capitão de equipa. Se as pessoas à minha volta estiverem bem, eu estou bem. Tenho espírito coletivo, de camaradagem, de equipa. Gosto de ter pessoas à minha volta”, garante. Estas são características que o tornam um ótimo gestor de pessoas. “Se estou à frente de um grupo, zelo por ele, e o grupo por mim. Dou o corpo às balas, motivo-os e até dou incentivos pelos resultados. Tento ser justo, pois gosto de ter colaboradores que se sintam valorizados e felizes”, diz. Mas amigos, amigos, negócios à parte: “Obrigo os funcionários a justificarem os salários e a quererem evoluir sempre.” É por isso que não olha a meios para ter os melhores. Investe na sua formação e acredita que todos devem ser versáteis e saber responder aos obstáculos e imprevistos diários associados à profissão. “Quando nos confrontamos com problemas, temos que estar preparados para encontrar soluções. Resolver uma coisa para a qual não estávamos preparados, torna-nos melhores profissionais”, defende, admitindo que uma das exigências da profissão é o cumprimento de prazos. “Organizar e planear o trabalho é importante para que tudo seja cumprido”, assume, confessando gostar de adrenalina e dos desafios diários que a profissão lhe dá.

APOSTA NA INVESTIGAÇÃO E INOVAÇÃO

Em cinco anos, a CG2M cresceu significativamente e atingiu um patamar que poucas conseguem. A solidez financeira é essencial para a sobrevivência de qualquer empresa, mas conseguir equilíbrio nas contas não implica necessariamente deixar de apostar no que é essencial. Consciente disso, João Gomes investe em investigação e desenvolvimento. O objetivo é adquirir os melhores equipamentos e processos. Para tal, é necessário marcar presença em feiras internacionais e tentar averiguar qual a última tecnologia do mercado em maquinaria. Além disso, a empresa trabalha com um sistema informático inovador que permite projetar os serviços em 3D, utiliza materiais de grande durabilidade, resistência e antirroubo, garantindo, dessa forma, elevados níveis de segurança.

As empresas são o espelho de quem as gere e João Gomes, que se diz apaixonado pelo que faz, é um empresário com visão, que gosta de fazer diferente e ser pioneiro. Exemplo disso é o facto de a CG2M ter começado por trabalhar alumínio, mas distinguir-se agora pelos trabalhos de serralharia de ferro e grades. “Senti que esta era uma área desvalorizada e onde era necessário apostar”, explica.

De destacar o facto de a empresa ter clientes fiéis desde a primeira hora. Em Portugal tem alguns, mas é em França onde está a maior fatia. Em qualquer caso, os trabalhos são sempre feitos à medida do cliente e adaptados ao seu gosto. “Não faço nada sem a aprovação dos clientes. Fazemos exatamente o que ele quer”, informa.